16 julho 2013

As fases de uma relação.


Vivem falando sobre a história de "triângulo amoroso", mas ao meu ver relacionamento tem mais do que três lados. Começa com duas pessoas que acabam se conhecendo em um dia normal, marcam de se encontrar, telefonam no dia seguinte e como num passe de mágica estão apaixonadas querendo mostrar ao mundo como é lindo o que sentem. Devia parar por aí, né? Seria tão meigo. Só que não para, há mais nuanças do que se imagina. Primeiro que uns 90% dos relacionamentos nunca dá certo de primeira, tem toda aquela trama envolvendo passado, traumas antigos e outras situações. Leva tempo para firmar-se e começar a dar certo. É comum, sei lá. Depois de passar por essa fase de "vai não vai", achamos que agora vai ficar tudo relax, mas veja só: antes dessas duas pessoas desprovidas de razão e cobertas de emoção se conhecerem, ambas tinham uma vida, amigos, ex, casos mal resolvidos, digamos que os "coadjuvantes". A mulher tem aquela amiga que nunca teve um relacionamento decente, tá pensando até em criar gatos porque acha que vai ficar solteira pra sempre e quando vê que deu certo pra alguém, quer infernizar de qualquer jeito fazendo fofocas e o que for necessário para que todos vivam sua tragédia interior. Eu sei que vocês vão concordar comigo. Tem também aquela preferiu viver "la vida loca" do que cair nessa furada de namorar, percebe que a companheira de festas ficou mais caseira e portanto insiste em levá-la para a farra, "bora conhecer novos gatinhos", esse é seu lema. Ah, existem os amigos que aparecem do nada e se declaram... Normal, super normal. O homem, por sua vez, tem o amigo que não aceita que ele tenha quebrado a promessa de não namorar sério antes dos 30 e acha injusto que o cara tenha que passar o dia com a família da namorada ao invés de jogar bilhar ou beber uma cerveja em algum pub nos fins de semana, enquanto dão em cima das que estão disponíveis. Esse é o mais perigoso, quer a qualquer custo o parceiro de volta e não sossega fácil. Nem vem, todo mundo sofre de um amigo assim. Sem falar na ex... Ah, a ex! Por que elas existem? Vive atrás na tentativa de uma grande reconquista, faz jus ao seu gênero feminino e não quer saber de perder, manda sms toda hora e liga com número restrito, taí outro perigo. Já os ex da vida (os homens), estes nem sempre são extremo sinal vermelho, ficam mais na deles. Tem aqueles que estão arrependidos e atrapalham um pouco- as vezes tem disso- e querem chamar a atenção como quem diz "eu tô bem, já superei", tem os que inventam de serem amigos depois do término- até hoje não acredito nisso- e também aqueles que dão um jeito de saber da vida da ex-namorada, mas são mais lights. E isso é só metade, não podemos nos esquecer das famosas "amiguinhas", os grandes motivos de briga. Atire uma pedra ou seja mais ousado, um tijolo, quem nunca teve problemas com as amigas do namorado, as atiradas que querem causar intriga e vivem mandando recados nas redes sociais com as palavras "amor" e "querido" na mesma frase. Como lidar, né? Relacionamento que se preze tem disso, pode ter certeza. Também tem os parentes que não aceitam, a sogra nem se fale, os vizinhos maldosos e outros a parte. Dá pra viver assim? Ah, dá. Não é fácil, mas as vezes é tão bom que nem parece verdade. Porque independente de qualquer empecilho, os que realmente querem fazer dar certo sabem levar tudo numa boa e sem neuras. Claro que as crises vem e vão, brigas existem e ciúmes vira mania. Mas qual é, vai dizer que seria legal ter um relacionamento perfeitinho e idealizado? Stop, não tem graça assim. Qualquer relação tem D.R e é tipo novela das 9, as vezes um filme de vários gêneros, não importa, é sempre uma história maluca que venderia horrores se fosse um livro. De repente tá tudo tranquilo, aí quando percebemos estamos deitados no divã do analista que repete duas vezes "a base de uma relação é a conversa". Ah sim, a conversa... Como se fosse simples duas pessoas concordarem com a mesma ideia. Mas nada como um desafio, não é? Ninguém disse que seria tudo um mar de rosas. É preciso paciência e vontade, afinal, ninguém mandou você dar mole para fulano ou ciclano e entrar nessa loucura de vida a dois. - Franciele Honorata

Comente com o Facebook:

12 comentários:

  1. Adorei demais o texto. Lindo. Beijos :)

    www.estilosdecarol.com.br

    ResponderExcluir
  2. Estou no meu primeiro relacionamento, e tem até que dado certo, vamos fazer um ano essa semana. Queria saber porque que no começo é tudo tão perfeitinho, e tem dias que só de saber que a pessoa existe, já vem a raiva? kkk ou sou eu que sou meia louca kkk Concordei com todas as partes. As queridinhas "amigas" como não odiar? haha Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns, um relacionamento de 1 ano não é pra qualquer um ahahua <3 Que vocês sejam felizes! Verdade, tem dias que olho para o meu namorado e penso "aaaah, some da minha vida", passa dois minutos e eu esqueci uaahuahuah As "amiguinhas", ai ai, essas são bem bandidas. haha

      Excluir
  3. Hoje estou completando 8 meses de namoro, inclusive ele está aqui do meu ladinho <3 Nos conhecemos pela internet (acho que já fali, não?) e ele mora em outra cidade. Enfim.... a ex dele é super legal, sabe? ela nos respeira muito. Eu não tenho ciúmes quando eles conversam. Confio demais nele, sei que ele não faria nada de errado. Mas uma vez tive um problema com uma ~~amiguinha~~ dele. Era uma ex peguete, a guria já tinha namorado e ficava remoendo passado, sabe? mandando mensagens super carinhosas, falando que sentia falta, que ficava triste pq eles não tinham dado certo tipo... OI?
    Bem, eu conversei com ele, disse que não estava gostando daquilo e ele disse que também achava chato. Ele é bonzinho demais e quando tentava cortar, conseguia ser claro o suficiente. Enfim... tivemos uma "briga" séria por conta disso mas ele não é nem um pouco orgulhoso, reconheceu o erro, pediu desculpas e acabou de vez com esse problema. Dizem entre os primeiros 3 meses é tudo perfeito e até os 6 as diferenças começam a surgir... mas estamos indo muito bem, obrigada! o jeito dele paciente ajuda muito com isso!
    adorei o texto, concordo e muito!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje eu estou completando 7 meses de namoro, que coincidência ahauaaha :3 Parabéns para nós duas! Conheci meu namorado na minha formatura, ele é irmão de um amigo que estudava na mesma sala que eu e ele também mora em outra cidade :( Eu já tive problemas com "amiguinhas", as vezes até nem eram amigas dele, mas meninas atiradinhas que sempre tem, sabe? Já
      tivemos umas pequenas crises por conta disso, mas a gente nunca brigade verdade assim de querer se matar ahuaha. Sério. Eu sou louca e vivo discutindo, típico de mulher, né? Mas ele é super paciente e isso ajuda a relação, acho que a paciência e compreensão dele vale por nós dois aauhauah <3 Fico feliz que tenha gostado!

      Excluir
  4. Eu tive um relacionamento de 3 anos .
    e ele nunca foi perfeitinho, nem no começo como falam por ai
    era tipo cão e gato haha

    Adorei o texto . concordo em tudo que disse

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ual, 3 anos... É difícil, né? ahauhaha Admiro qualquer pessoa que tenha um relacionamento assim! Sei como é essa coisa de "cão e gato", meu primeiro relacionamento não foi perfeito também kkk

      Excluir
    2. Ual, 3 anos... É difícil, né? ahauhaha Admiro qualquer pessoa que tenha um relacionamento assim! Sei como é essa coisa de "cão e gato", meu primeiro relacionamento não foi perfeito também kkk

      Excluir
    3. Ual, 3 anos... É difícil, né? ahauhaha Admiro qualquer pessoa que tenha um relacionamento assim! Sei como é essa coisa de "cão e gato", meu primeiro relacionamento não foi perfeito também kkk

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Alterações: Franciele Honorata | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©